Início Efemérides

EFEMÉRIDES

Aconteceu a 1 de janeiro de 2021



Morte do fadista Carlos do Carmo

O fadista Carlos do Carmo morreu esta sexta-feira, aos 81 anos de idade.

Havia nascuido em Lisboa, a 1 de janeiro de 1939.

Estudou no Liceu Passos Manuel, tendo partido pra a Suíça, aos 15 anos de idade, para frequentar, durante três anos, o colégio alemão Institut auf dem Rosenberg. Neste estabelecimento de ensino, tornou-se fluente em francês, inglês, alemão, italiano e espanhol, o que constitui uma mais-valia para a sua carreira internacional.

Possuidor de uma excelente voz e detentor de uma capacidade inata para interpretar com alma todos os temas do seu vasto reportório, Carlos do Carmo tornou-se um dos mais consagrados fadistas de todos os tempos.

O poeta e declamador português Ary dos Santos enriqueceu muitos dos seus fados ao escrever a letra de títulos como Um homem na cidade; Lisboa, menina e moça; Novo Fado alegre; O homem das castanhas; O amarelo da Carris; Sonata de Outono; Fado varina; Fado do Campo Grande; Balada para uma velhinha e Menor maior.

O Leme relembra

222 FADOS INTERPRETADOS POR CARLOS DO CARMO


(Ordenados alfabeticamente)


• A Cor da Mágoa
• A Guitarra e o Clarim
• A Maria
• À Memória de Anarda
• A Minha Rua
• A Morte da Mariquinhas
• A Navalha
• À Noite
• A Rua do Desencanto
• A Rua do Silêncio
• A Saudade Aconteceu
• A Voz que eu Tenho
• Acordem as Guitarras
• Agora Choro à Vontade
• Alfabeto Fadista
• Alvorada
• Amar Não é Pecado
• Amélia dos Olhos Doces
• Amor Total
• Andorinhas
• Ao Gosto Popular
• Aprendamos o Rito
• Aquela Feia
• Aquela Praia Ignorada
• As Três Normas
• Aurora Boreal
• Bailado
• Bailarina
• Bairro Alto
• Balada para uma Velhinha
• Brasileirinho-variação
• Calçada à Portuguesa
• Canção da Tristeza Alegre
• Canção de madrugar
• Canção Grata
• Canoas do Tejo
• Cantiga de Maio
• Canto Para Não Chorar
• Canto Três
• Carta a Ângela
• Casa do Fado
• Cavalo à Solta
• Cidade Cinzenta
• Cinderela
• Coimbra
• Cumplicidade
• Dá Tempo ao Tempo
• Diamante
• Dizer que sim à vida
• Dois Portos
• Dois Tons
• Duas Lágrimas de Orvalho
• Elegia do Amor
• Elis
• Enredo
• Estranha Forma de Vida
• Estrela da Tarde
• Eu Canto
• Fado Burrico
• Fado da Leziria
• Fado da Madeira
• Fado da Noite
• Fado da Pouca Sorte
• Fado da Saudade
• Fado da Serra
• Fado das Amendoeiras
• Fado do 112
• Fado do Campo Grande
• Fado do Excursionista
• Fado do Minho
• Fado do Moliceiro
• Fado do Trigo
• Fado dos Açores
• Fado dos Azulejos
• Fado dos Meus Fados
• Fado dos Sonhos
• Fado Excursionista
• Fado Maestro
• Fado Manguela
• Fado Moliceiro
• Fado Mulato
• Fado Penélope
• Fado Transmontano
• Fado Tropical
• Fado Ultramar
• Fado Varina
• Ferro Velho
• Fica Comigo Saudade
• Fica-te Mesmo a Matar
• Flor de Cera
• Foi Por Ela
• Guardei na Minha Saudade
• Há Festa na Mouraria
• Insónia
• Invenção de Mim
• Já me Deixou
• Júlia Florista
• Lisboa Casta Princesa
• Lisboa Cidade Abril
• Lisboa Menina e Moça
• Lisboa Oxalá
• Lisboa Que Amanhece
• Loucura
• Luz de Corvo
• Madragoa
• Madrugada
• Maior-Menor
• Manhã
• Mãos Vazias
• Mar Menor
• Mar Português
• Margens da Solidão
• Maria Criada/Maria Senhora
• Maria Madalena
• Maus Tempos
• Menino d’Oiro
• Menor
• Mestre Fado
• Meu Fim de Semana
• Meu Nome é Fado
• Morrer de Ingratidão
• Namorados da Cidade
• Não digam ao Fado
• Não És Tu
• Não Gosto de Ti
• Não se Morre de Saudade
• Não Voltes à Minha Porta
• Nasceu Assim, Cresceu Assim
• No Lado Esquerdo do Peito
• No Sonho: Estrela da Tarde
• No Teu Poema
• Nova Feira da Ladra
• Novo Fado Alegre
• O Amarelo da Carris
• O Cacilheiro
• O Fado
• O Fado
• O Fado dos Cheirinhos
• O Fruto Dá a Vida
• O Homem das Castanhas
• O Madrugar de Um Sonho
• O Nosso Amor é Livre
• O Que Sobrou de um Queixume
• O Resto da Minha Esperança
• O Sol
• O Trem Desmantelado
• Olhos Garotos
• Onde é Que tu Moras
• Os Lobos e Ninguém
• Os Ninhos
• Os Pontos nos iii
• Os Putos
• Os Putos Vim Para o Fado
• Padre Nosso
• Paixão
• Palavras Minhas
• Partida
• Partir é Morrer um Pouco
• Pedra Filosofal
• Pequena Serenata Diurna
• Poetas de Lisboa
• Pomba Branca
• Pontas Soltas
• Por Morrer uma Andorinha
• Pôr-do-Sol
• Porto Sentido
• Quadras de Amor
• Quadras Dispersas
• Quadras Soltas
• Rainha Santa
• Raiz
• Recado a Lisboa
• Redondilha
• Retalhos
• Retrato
• Robertos de Feira
• Rodam as 4 Estações
• Rodam as Quatro Estações
• Romance das Horas Paradas
• Ronda
• Rosa da Noite
• Rosalinda
• Rua do Silêncio
• Saudade Mal do Fado
• Se Não Tenho Outra Voz
• Sem Palavras
• Sempre que Lisboa Canta
• Senhora da Saúde
• Separação
• Será Triste mas é Fado
• Sete Colinas
• Só Dor
• Sombra do Desejo
• Sonata de Outono
• Soneto a Cesário
• Soneto XIV
• Sou da Noite
• Sou Para Vós Donde Venho
• Talvez Por Acaso
• Teclado
• Tejo que Levas as Águas
• Tenho a Pátria num Rosto de Criança
• Teu Nome Lisboa
• Tia Dolores
• Três Sílabas de Sal
• Um Beijo no Futuro
• Um Dia
• Um Fado
• Um Homem na Cidade
• Uma Cantiga de Amor
• Uma Casa Portuguesa
• Uma Flor de Verde Pinho
• Velha Lisboa
• Velho Cantor
• Vem, Não Te Atrases
• Verde Antigo
• Vestida de Madrugada
• Viela
• Vim Para o Fado
• Vou Contigo, Coração
• Voz Marinheira
• Zé do Bote

Leia também

MÚSICA

Estamos a reunir, num único local, os artigos sobre Música que têm vindo a ser publicados, com regularidade, no âmbito das Efemérides.




TOPO