Motor de Busca Magazine Efemérides

MAGAZINE
efemérides

Aconteceu a 17 de janeiro de 1964



Fumar ou deixar de Fumar?

O Diário Popular de 17 de janeiro de 1964 e o do dia seguinte, trazem um artigo, em duas partes, intitulado “Fumar ou deixar de fumar”.

O articulista começa por referenciar que um relatório da comissão de cientistas acaba de provocar enorme controvérsia nos Estados Unidos por afirmar que o tabaco é prejudicial à saúde e influi no índice de mortalidade em percentagens que atingem setenta por cento.

Num país em que o tabaco figura em quinto lugar na economia industrial e quatro mil cigarros por 1964 é o consumo médio de cada adolescente, os adeptos do consumo do tabaco afirmam que «gerações após gerações, independentemente de quaisquer estudos e pesquisas, fumaram no passado, fazem-no no presente e continuarão a fazê-lo no futuro».

O Diário de Lisboa, por seu lado, salienta que estes cientistas norte-americanos chegaram à conclusão que «o fumo de cigarro contém plutónio que é radioativo e origina cancro».

Fonte 1: Diário Popular nº 7637, de 17-01-1964, 22º 1964 de publicação, pp. 1 e 11
Fonte 2: Diário Popular nº 7638, de 18-01-1964, 22º 1964 de publicação, pp. 1 e 12
Fonte 3: Diário de Lisboa n.º 14759, de 17-01-1964, 41.º 1964 de publicação, p. 1 e 12

Volvidos mais de cinquenta anos sobre este artigo, assiste-se, finalmente, em todo o mundo, à consciencialização dos malefícios do tabaco, sendo os próprios governos a introduzir leis limitativas do seu uso em locais públicos, obrigando, ainda, a que todos os maços de tabaco tenham escrito, em lugar bem visível, a frase FUMAR MATA.