Início Busca Magazine Efemérides

MAGAZINE
efemérides

Aconteceu a 27 de fevereiro de 1932



Nascimento da atriz Elizabeth Taylor

LER E ESCREVER COMENTÁRIOS

A 27 de fevereiro de 1932, nasce, em Hampstead (Londres), a atriz Dame Elizabeth Rosemond Taylor.

Elizabeth e os seus pais, Francis Leen Taylor e Sara Viola Rosemond Warmbrodt, um casal americano a viver em Londres, mudam-se, em 1939, para os Estados Unidos.

Com 10 anos de idade, inicia a sua carreira cinematográfica, participando no filme There's One Born Every Minute, da Universal Pictures.

Em 1943, faz a sua estreia em filmes infanto-juvenis, num pequeno papel da série Lassie.

Na década de 50, expõe o seu talento como atriz dramática ao participar em filmes como Um Lugar ao Sol. Entraria, ainda, em A Última Vez que Vi Paris.

Possuidora de uma beleza rara, na qual sobressaem os seus olhos azul-violeta, qualquer vestido se colocasse sobre o seu corpo, por mais simples que este fosse, transformavam-na numa diva da moda. Gostava de juntar à sua imagem joias esplendorosas que lhe acrescentavam um toque exótico, o que é bem visível no seu papel de Cleópatra, um filme que se tornaria uma referência no mundo da sétima arte.

Os seus casamentos, oito ao todo e duas vezes com o mesmo homem (Richard Burton), tornam-na uma presença constante nos média.

Na década de 60, o momento alto da sua carreira, torna-se a atriz mais bem paga do mundo, ganhando, por duas vezes, o óscar de melhor atriz: em 1961, com Butterfield 8 e em 1967 com Quem tem medo de Virgínia Woolf?, tendo este último lhe valido, ainda, o prémio BAFTA de Melhor atriz britânica.

A estes prémios, acrescenta, na mesma década, um globo de Ouro como Melhor atriz dramática com o filme de 1960 Suddenly, Last Summer.

No decorrer da sua carreira, muitos outros galardões lhe foram atribuídos como os Prémios Honorários Cecil B. DeMille em 1985 e o Life Achievement Award, em 1997.

Nos fins dos anos 80, lança no mercado a Passion, uma marca de perfumes que constitui, de imediato, um enormíssimo êxito. Depois desta fragância, surge a White Diamonds e nove outros perfumes que, continuam, na atualidade, a ter muitos apreciadores, tendo-a tornado na celebridade que maior sucesso obteve neste campo, faturando milhões de dólares.

Elisabeth foi, ainda, pioneira no desenvolvimento de ações filantrópicas, nas quais se inclui a doação de elevadas verbas para a luta contra a SIDA (AIDS, no Brasil).

Nos últimos anos da sua vida, é atingida por vários problemas de saúde: é-lhe extraído um tumor do cérebro e desenvolve uma insuficiência cardíaca crónica que lhe provocava uma intensa dor de peito e muita falta de ar, acabando por falecer, no Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, a 23 de março de 2011.

Elisabeth Taylor desapareceu fisicamente mas a sua imagem e talento continuam bem patentes nos filmes que deixou para a posteridade.




TOPO