Início Efemérides

EFEMÉRIDES

Aconteceu a 4 de março de 1956



Futebolistas ingleses ameaçam fazer greve em apoio de reivindicações salariais

Por despaho da France-Presse, datado de 4 de março de 1956, o Diário Popular do mesmo dia informa os seus leitores que «os futebolistas ingleses ameaçam fazer greve, a fim de apoiarem as suas reivindicações de salários. Projetam atualmente uma greve de aviso por um dia, na Sexta-feira Santa e se entretanto as suas reivindicações hão forem atendidas, uma greve geral de três semanas».

In Diário Popular nº 4816, de 04-03-1956, 14º ano de publicação, p. 1

Volvidos mais de 60 anos sobre esta notícia, dois aspetos ressaltam de imediato: primeiramente, o facto de hoje a maioria dos futebolistas não necessitar de fazer greve, pois recebe remunerações muito acima da média dos restantes cidadãos; em segundo lugar, transparece o facto de se referenciar a existência de uma greve de apoio a reivindicações salariais num país estrangeiro enquanto em Portugal as liberdades individuais, de imprensa, de reunião e direito à greve estavam seriamente restringidas.

A única tentativa de greve geral desencadeada no tempo do Estado Novo (1933-1974) ocorreu a 18 de Janeiro de 1934.

Pretendia protestar contra o atrelamento dos sindicatos ao Estado, e contra a deterioração das condições de vida dos trabalhadores.

Centenas de pessoas foram presas e deportadas para Angra do Heroísmo, nos Açores, e para o Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde.

O Movimento Nacional Sindicalista acabaria por ser proibido nesse mesmo ano, sob a alegação de que era uma cópia de ações revolucionárias estrangeiras.

Leia também

HISTÓRIA DO DESPORTO

Estamos a reunir, num único local, os artigos sobre a História do Desporto que têm vindo a ser publicados, com regularidade, no âmbito das Efemérides.




TOPO