Início Busca Magazine Efemérides

MAGAZINE
efemérides

Aconteceu a 11 de março de 1993



Morte do escritor português Manuel da Fonseca

A 11 de março de 1993, morre, em Lisboa, o escritor neorrealista português Manuel da Fonseca.

Havia nascido em Santiago do Cacém, a 15 de outubro de 1911.

O seu pai influencia-o, desde muito cedo, no mundo da leitura.

Após ter terminado o ensino básico, continua os seus estudos em Lisboa, onde frequenta o Colégio Vasco da Gama, o Liceu Camões, a Escola Lusitânia e a Escola de Belas-Artes.

Com apenas 14 anos de idade, publica, num semanário de província, os seus primeiros versos e narrativas, iniciando, assim, uma colaboração regular em diversos outros jornais e em revistas literárias como O Pensamento, Vértice, Sol Nascente e Seara Nova.

Durante as férias escolares regressa sempre a Santiago do Cacém, onde se inspira para escrever os seus primeiros romances sobre a vida dura dos alentejanos: Planície (1941), Cerromaior (1943) e Seara de Vento (1958).

Em Santiago do Cacém existe um cerro maior e muitas das descrições que este autor faz encaixam-se perfeitamente na geografia desta cidade alentejana. Refira-se, ainda, que algumas personagens por ele descritas tiveram existência real, embora o autor lhes atribua outros nomes.

Só nos fins dos anos 60, quando passa a estar mais tempo em Lisboa do que em Santiago do Cacém, os seus romances passam a ter um ambiente mais cosmopolita, com personagens movimentando-se na capital de Portugal, o que é visível a partir da sua obra Um Anjo no Trapézio.