Início Busca Magazine Efemérides

MAGAZINE
efemérides

Aconteceu a 17 de abril de 1952



Como eram os transportes fluviais para o Barreiro, nos anos cinquenta do século passado

LER E ESCREVER COMENTÁRIOS

A 17 de abril de 1952, na Assembleia Nacional, nome pelo qual era designada a Assembleia da República na época do Estado Novo, o deputado Miguel Bastos chama a atenção para a forma «deficiente, incómoda e até perigosa, como se faz o transporte de passageiros entre Lisboa e o Barreiro:

[…] O número de barcos em serviço, em 1930, era de 4, os mesmos de hoje; e a sua lotação, que era de 3 060 passageiros, em 1930, foi apenas aumentada para 3 338. Resultado: é normal fazer-se a viagem a pé, e, nos dias de mau tempo, mais de metade dos passageiros vê-se obrigado a fazê-la fustigado pelo vento e pela chuva, porque é reduzido o espaço coberto […]»

Fonte: Diário de Lisboa n.º 10552, de 17-04-1952, pp. 1 e 6

Título: Começou hoje na Assembleia Nacional o debate sobre o uso de Automóveis do Estado
Subtítulo: Os transportes para o Barreiro

Volvidos 68 anos sobre esta notícia, os transportes fluviais entre as duas margens do rio Tejo melhoram substancialmente.




TOPO