Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 15 de julho



Nascimento de Aníbal Cavaco Silva

A 15 de julho de 1939, nasce, em Boliqueime (Loulé, Algarve), o Professor Aníbal Cavaco Silva. Exerceu, em Portugal, as funções de 1.º ministro e Presidente da República.

Portugal exporta para os Estados Unidos um primeiro carregamento de chapa de vidro

A 15 de julho de 1955, o Diário de Notícias anuncia que seguiu «há dias», para os Estados Unidos da América, um primeiro carregamento de dois milhões de quilos de chapa de vidro produzido pela COVINA - Companhia Vidreira Nacional.

Fonte: Diário de Notícias n.º 32109, de 15-07-1955

Fundada em 1941, em Santa Iria da Azóia, perto de Lisboa, a Covina foi nacionalizada em 1975 pelo Decreto Lei 432/75 e privatizada, a 100%, em 1991, tendo sido adquirida pelo grupo multinacional francês Saint Gobain, o maior produtor de vidros do mundo.

A sonda espacial norte-americana Mariner 4 inicia a captação de uma sucessão de 21 fotografias do planeta Marte

Às 00:18:35 (hora universal) do dia 15 de julho de 1965, a sonda espacial norte-americana Mariner 4 inicia a captação de uma sucessão de 21 fotografias do planeta Marte, para posterior envio para a Terra. O Centro Espacial de Passadena, na Califórnia, segundo notícia publicada nesse dia no Diário de Lisboa, receava que tivesse havido uma anomalia no funcionamento da fita magnética de gravação, o que implicaria o insucesso fotográfico desta missão. Felizmente, todas as 21 imagens da superfície daquele planeta acabariam por ser transmitidas, via rádio, para a Terra. O Diário de Lisboa de 16 de julho já noticiava que a primeira imagem rececionada desmentia a existência de canais que, segundo a ficção científica, teriam sido construídos por formas inteligentes de vida daquele planeta.

Fonte 1: Diário de Lisboa n.º 15294 de 15-07-1965, 45.º ano de publicação, 1.ª Edição, pp. 1 e 15
Fonte 2: Diário de Lisboa n.º 15295 de 16-07-1965, 45.º ano de publicação, 1.ª Edição, pp. 1 e 13

Morte do fadista Fernando da Silva Maurício
Nasceu a 21 de novembro de 1933

A 15 de julho de 2003, morre, em Lisboa, o fadista Fernando da Silva Maurício. Era detentor de uma voz inconfundível que marcou toda uma época. Com apenas oito anos, já cantava “O Chico da Severa” numa taberna da rua onde morava.