Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 22 de julho



Ofensa à moral pública

«Ontem de tarde, estava na praça da Ribeira José Rodrigues e a sua cara-metade Luísa Pinto conversando, mas, por tal forma o faziam, que a moral pública era altamente ofendida. A polícia, que tem os ouvidos muito castos, aproximou-se do mal falante par e repreendeu-o, mas foi mal sucedida, porque depois do dize tu e direi eu, meia dúzia de sopapos caíram no cachaço do guarda-civil, que tomou a seu cargo desafrontar a moral pública.» Entretanto, «apareceram mais guardas e o par sempre a multiplicar o par de murros.» Por fim, «o ditoso e valente par foi capturado e conduzido ao aljube1

1 aljube = prisão

Fonte: 1.º de Janeiro de 22-07-1869, p. 3

Nascimento da cantora francesa Mireille Mathieu

A 22 de julho de 1946, nasce, em Avignon, a cantora francesa Mireille Mathieu.

Nascimento do futebolista e treinador português Jaime Pacheco

A 22 de julho de 1958, nasce, em Paredes, o futebolista e treinador português Jaime Pacheco.

Quadro de Honra: as melhores alunas do Liceu Maria Amália Vaz de Carvalho

O Diário Popular de 22 de julho de 1961 publica os nomes das alunas do Liceu Maria Amália Vaz de Carvalho mais distinguidas durante o 3.º período do ano escolar.

Fonte: Diário Popular n.º 6745, de 11-07-1961, p. 11

Até 1974, era hábito cada liceu ter um Quadro de Honra onde eram afixados os nomes dos melhores alunos do 1º ao 7.º ano (do 5.º ao 11.º ano de escolaridade, na nomenclatura actual). Os vários jornais que se publicavam nas cidades e vilas do nosso País faziam eco desta distinção, inserindo, de forma destacada, os nomes dos estudantes homenageados.