Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 1 de agosto



Começa a guerra Peninsular com o desembarque do Duque de Wellington em Portugal

A Guerra Peninsular, também conhecida em Portugal como as Invasões Francesas e em Espanha como Guerra da Independência Espanhola, sucedeu no início do século XIX, entre 1807 e 1814 na Península Ibérica, inserindo-se nas chamadas Guerras Napoleónicas. A princípio, envolveu Espanha e França, de um lado; Portugal e Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda, do outro. Porém, a guerra teve repercussões além da Europa, influindo na independência das colónias da América Latina. Sob o comando do General Junot, as tropas francesas entram na Espanha a 18 de Outubro de 1807, tendo atingido a fronteira portuguesa a 20 de Novembro. A 30 do mesmo mês, chegam a Lisboa. A Família Real e a corte portuguesa haviam fugido, no dia anterior, para o Brasil, a bordo de uma esquadra naval, protegida por naus britânicas, e levando consigo cerca de 15 mil pessoas, deixando o governo do território europeu de Portugal nas mãos de uma regência, com instruções para não resistir aos invasores. Ficava, assim, vazio de conteúdo o decreto de Napoleão dando como banida a Casa de Bragança do trono de Portugal. A 1 de agosto de 1808, com o desembarque de tropas britânicas na Figueira da Foz, comandadas pelo Duque de Wellington e a sua posterior junção às forças de Bernardino Freire, comandante do exército português em Montemor-o-Velho, tem início a guerra Peninsular.

Primeira Grande Guerra: a Rússia e a Alemanha declaram guerra uma à outra

A 1 de agosto de 1914, a Rússia e a Alemanha declaram guerra uma à outra.

Campeonato Mundial de Futebol: Jogadores portugueses recebidos apoteoticamente em Lisboa

A recepção, em Lisboa, aos jogadores da selecção portuguesa de futebol foi apoteótica, depois de estes terem ficado, com brilhantismo, em terceiro lugar no Campeonato do Mundo. Desde as dez da manhã do dia anterior, «muita gente caminhava já para o Aeroporto de Lisboa com cartazes e bandeiras e a alegria de quem vai esperar os campeões [...] E a longa espera havia de arrasta-se até perto das três da manhã» do dia 1 de agosto de 1966. «[...] Rufar de tambores e desfraldar de estandartes de toda a ordem, foi o ambiente geral da zona da Portela.»

Fonte: Diário Popular n.º 8547, de 01/08/1966, pp. 1 e 13

Morte da fadista Celeste Rodrigues

A 1 de agosto de 2018, morre, aos 95 anos de idade, a fadista Celeste Rodrigues, irmã mais nova de Amália Rodrigues. Cantou nas melhores casas de fado e chegou mesmo a ser proprietária de uma, a Viela. No auge da sua carreira artística, já com muitas tournées internacionais no currículo, foi convidada a gravar para a BBC de Londres.