Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 2 de setembro



II Grande Guerra: Portugal anuncia que manterá uma neutralidade equidistante em relação a este conflito

A 2 de setembro de 1939, o governo português anuncia que manterá uma neutralidade equidistante1 em relação aos acontecimentos bélicos da véspera: às 4h45 da madrugada, o exército alemão iniciara uma forte ofensiva militar contra a Polónia, com o intuito de reconquistar os territórios que havia perdido na Primeira Guerra Mundial. Iniciava-se, assim, os primeiros combates de um conflito a nível mundial que passaria à história com a designação de Segunda Grande Guerra.

Fonte: Diário de Lisboa nº 6028, de 02-09-1939, 19º ano de publicação, 1ª edição, p.5

1 Na altura da eclosão deste conflito, Salazar, como Presidente do Conselho de Ministros, era responsável pelo Governo português. Embora pudesse ter intervindo na Guerra como velho aliado da Grã-Bretanha, decidiu não fazê-lo dado ser ideologicamente próximo do Partido Nazi de Hitler que governava a Alemanha. Manteve, assim, uma neutralidade equidistante (equidistante = igualmente distante).

Morte de Francisco Higino Craveiro Lopes
Nasceu a 12 de abril de 1894

A 2 de setembro de 1964, morre, em Lisboa, Francisco Higino Craveiro Lopes, presidente da República Portuguesa, de 1951 a 1958. Embora tivesse sido eleito com o apoio de Salazar, constituiu um enorme estorvo para este. O Estado Novo pretendia que o Presidente da República fosse uma mera figura decorativa, sem qualquer papel ativo, pelo que os seus discursos passaram a ser revistos e modificados, os seus projetos recusados ou protelados e as convocações que fazia ao Governo completamente ignoradas. A oposição começou a ver nele uma esperança de mudança política. No fim do seu mandato, é afastado por Salazar da cena política, tendo a União Nacional apoiado Américo Tomás.

Fonte: Diário de Lisboa nº 14985, de 02-09-1964, 44º ano de publicação, 1ª edição, pp. 1 e 16

Sem saber nadar, uma criança salva outra de morrer afogada

O Diário Popular de 02-09-1968, noticia que, sem saber nadar, Teresa Maria Roquete da Silva Santos, uma menina de sete anos, salvou outra pequenita, de dois anos e meio, de morrer afogada, arrastando-a para uma parte menos profunda de uma piscina.

Fonte: Diário Popular n.º 9296, de 02-09-1968, p. 8

A preservação da vida Humana deveria ser o valor mais alto de qualquer sociedade. Figuras notáveis da História bateram-se por este princípio, tendo as suas acções lugar de destaque nestas páginas de efemérides. Gestos idênticos ao de Teresa Maria, merecem, igualmente, que se lhes atribua o devido relevo, porque, ao serem protagonizados por crianças de tenra idade, deveriam servir de exemplo a muitos adultos para quem, infelizmente, a vida humana dos seus concidadãos pouco valor possui.

Morte de J. R.R. Tolkien, autor de O Senhor dos Anéis
Nasceu a 3 de janeiro de 1892

A 2 de setembro de 1973, morre, em Bournemouth, cidade do condado de Dorset, na Inglaterra, o escritor, professor universitário e filólogo britânico John Ronald Reuel Tolkien, conhecido internacionalmente por J. R.R. Tolkien. Considerado o pai da moderna literatura fantástica, foi o autor de O Hobbit, O Senhor dos Anéis e O Silmarillion. A adaptação ao cinema de O Senhor dos Anéis aumentou consideravelmente a sua fama, tendo as suas obras sido traduzidas para mais de 20 idiomas.