Início Efemérides

EFEMÉRIDES

Aconteceu a 27 de setembro de 1915



Morte de Ramalho Ortigão

A 27 de setembro de 1915, morre, em Lisboa, na antiga freguesia das Mercês, o escritor português José Duarte Ramalho Ortigão, uma das principais figuras da geração de 70.

Havia nascido a 24 de outubro de 1836, no Porto, na freguesia de Santo Ildefonso.

Após uma curta passagem pelo curso de Direito, ensina francês e dirige o Colégio da Lapa, no Porto, tendo iniciado uma longa colaboração jornalística em inúmeras publicações periódicas existentes na sua época.

Envolve-se na Questão Coimbrã com o folheto Literatura de hoje, acabando por enfrentar, em 1866, Antero de Quental num duelo de espadas.

No ano seguinte, visita a Exposição Universal de Paris, iniciando a escrita de uma longa série de artigos sobre as viagens que haveria de realizar.

Em parceria com Eça de Queirós escreve, em 1870, O Mistério da Estrada de Sintra e, em 1871, os primeiros folhetos das suas Farpas.

Obras Literários

• Literatura de hoje, 1866
• Em Paris, 1868
• Histórias cor-de-rosa, 1869
• O misterio da estrada de Sintra, 1870, com Eça de Queirós
• Correio de hoje, 1870-1871
• Biografia de Emília Adelaide Pimentel, 1871
• As Farpas, 1871-1872, com Eça de Queirós
• As Farpas, 1871-1882
• Banhos de caldas e águas minerais, 1875
• As praias de Portugal, 1876
• Teófilo Braga: esboço biográfico, 1879
• Notas de viagem, Paris e a exposic?ão universal, 1878-1879
• A Instrução Secundária na Cãmara dos Senhores Deputados, 1883
• A Holanda, 1883
• John Bull, depoimento de uma testemunha acerca de alguns aspetos da vida e da civilização inglesa 1887
• O culto da Arte em Portugal, 1896
• Rei D. Carlos: o martirizado, 1908
• Últimas Farpas, 1911-1914
• Carta de um Velho a um Novo, 1914
• Pela terra alheia; notas de viagem, 1878-1910, 1916

Retrato de Ramalho Ortigão pintado por Columbano Bordalo Pinheiro

Leia também

LITERATURA

Estamos a reunir, num único local, os artigos sobre Literatura que têm vindo a ser publicados, com regularidade, no âmbito das Efemérides.




TOPO