Início Efemérides

EFEMÉRIDES

Aconteceu a 12 de outubro de 1808



Criação do Banco do Brasil

Por alvará de 12 de outubro de 1808 do príncipe regente Dom João de Bragança, futuro rei D. João VI de Portugal, é criado o Banco do Brasil, a primeira instituição bancária do Império Português. Apenas em 1821, é criada a segunda instituição financeira portuguesa: o Banco de Lisboa.

As suas primeiras instalações foram na esquina da rua Direita com a rua de São Pedro, no Rio de Janeiro, tendo 1200 contos de réis como capital. Para além de desempenhar as funções de banco central, estava incumbido da venda dos produtos de que a coroa possuía o monopólio, como os diamantes, o marfim e o pau-brasil para além da urzela, que produzia um corante de cor púrpura muito valioso na indústria têxtil.

O Banco do Brasil foi o quarto banco emissor do mundo, depois dos seus congéneres sueco, inglês e francês.

Aquando do regresso à Europa da família real, esta retira as joias reais ali depositadas que funcionavam como garantia financeira desta instituição, conduzindo à sua liquidação a 23 de setembro de 1829.

Em 1851, Irineu Evangelista de Sousa, futuro barão e visconde de Mauá, cria uma nova instituição com o mesmo nome, com o capital de dez mil contos de réis, uma verba muito elevada para a época.

A 5 de julho de 1853, o Banco do Brasil engloba o Banco Comercial do Rio de Janeiro, que havia sido fundado 15 anos antes.

Em 1893, o Banco do Brasil e o Banco da República dos Estados Unidos do Brasil fundem-se, dando origem a uma nova instituição bancária designada Banco da República do Brasil.

O decreto n.º 1455, de 30 de dezembro de 1905, devolve o antigo nome (Banco do Brasil) a esta instituição, reabrindo como tal a 3 de julho do ano seguinte.

Leia também

HISTÓRIA

Estamos a reunir, num único local, os artigos sobre História que têm vindo a ser publicados, com regularidade, no âmbito das Efemérides.




TOPO