Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 21 de outubro



Martim Moniz deixa-se entalar numa das portas do castelo de São Jorge

Em 1147, D. Afonso Henriques, ajudado por cruzados que se dirigiam para a Terra Santa, enceta um cerco ao Castelo de Lisboa, com o intuito de conquistar esta fortificação aos mouros. Durante uma das investidas, concretizada a 21 de Outubro de 1147, teria existido um tal Martim Moniz que se deixou entalar numa das portas do castelo para permitir a entrada dos sitiantes. Os historiadores não podem comprovar a existência real desta personagem em virtude de não haver qualquer documento da época que a ela faça referência. Citam-na, no entanto, como figura lendária da história de Portugal.

No sopé do castelo de São Jorge existe uma Praça a que foi atribuído o nome deste herói lendário. O Metroplolitano de Lisboa tem uma estação neste local, inaugurada em 1966. Em 1997, no âmbito do programa de beneficiação e expansão da rede, que decorreu até 1999, esta estação foi totalmente remodelada, com projeto arquitetónico da autoria do Arq.º Paulo Brito da Silva e intervenção plástica dos artistas Gracinda Candeias e José João Brito. A imagem que acompanha este artigo representa o entalamento de Martim Moniz não na porta do castelo mas na porta de uma carruagem do metro. Esta iniciativa artística possui uma dupla finalidade: referenciar esta figura lendária e lembrar os utentes do metro que, após o sinal de encerramento das portas, é perigoso forçar a entrada nas carruagens.

D. Pedro II funda o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro

A 21 de outubro de 1838, o imperador do Brasil D. Pedro II, filho de D.Pedro I e de sua esposa, D. Maria Leopoldina de Áustria, funda o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.