Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 5 de dezembro



Dia Internacional dos Voluntários para o Desenvolvimento Económico e Social

A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 5 de dezembro como o Dia Internacional dos Voluntários para o Desenvolvimento Económico e Social.

O Voluntariado pode ser definido como o conjunto de ações de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projetos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas (art.º 2.º da Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro).

De acordo com o estudo abaixo inserido, efetuado por uma aluna de mestrado da Universidade Católica, estima-se que durante o ano de 2011 foram praticadas, em Portugal, 147.000 horas de trabalho voluntário nas coletividades filiadas na Confederação Portuguesa de Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto (CPCCRD).

Dom Manuel I assina o decreto de expulsão dos judeus de Portugal

A 5 de dezembro de 1496, o rei português Dom Manuel I assina o decreto de expulsão dos judeus de Portugal.

Morte de Wolfgang Amadeus Mozart
Nasceu a 27 de janeiro de 1756

A 5 de dezembro de 1791, morre, em Viena, com apenas 35 anos, Wolfgang Amadeus Mozart.

Desde tenra idade que se revelara um exímio compositor e intérprete.

Deixou, para a posterioridade, várias óperas e quarenta sinfonias.

Morte de D. Pedro II, imperador do Brasil
Nasceu a 2 de dezembro de 1825

A 5 de dezembro de 1891, morre, exilado em Paris, Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Rafael Gabriel Gonzaga, que fora o segundo e último imperador do Brasil.

Havia sucedido a seu pai, Pedro I, que abdicou, em seu favor, no dia 7 de abril de 1831, quando este apenas tinha 5 anos de idade.

Nascimento de Walt Disney, criador do Rato Mickey
Faleceu a 15 de dezembro de 1966

A 5 de dezembro de 1901, nasce, em Chicago, Illinois, Walt Elias Disney, que viria a criar, com a ajuda da sua equipa, todo um universo de referências no imaginário infantil de sucessivas gerações.

Nascimento do físico britânico Cecil Frank Powell
Faleceu a 9 de agosto de 1969

A 5 de dezembro de 1911, nasce, em Tonbridge, o físico britânico Cecil Frank Powell.

Recebeu em 1950 o Prémio Nobel de Física, pelo desenvolvimento do método fotográfico para estudo de processos nucleares e por descobertas relacionadas com a partícula subatómica mesão.

Nascimento do pianista polaco Wladyslaw Szpilman
Faleceu a 6 de julho de 2000

A 5 de dezembro de 1911, nasce, no seio de uma família polaca, o pianista Wladyslaw Szpilman.

Trabalhava em Varsóvia como pianista quando se deu a invasão da Polónia pela Alemanha (1939).

Foi forçado pelos nazis a viver no gueto de Varsóvia.

O Festival de Cannes premiou com a Palma de Ouro, no ano de 2002, o filme O Pianista, dirigido por Roman Polanski, numa adaptação do livro autobiográfico de Wladyslaw Szpilman.

Morte do pintor francês Claude Monet
Nasceu a 14 de Novembro de 1840

A 5 de dezembro de 1926, morre, em Giverny, o pintor impressionista francês Oscar-Claude Monet.

Entra em vigor a proibição de andar descalço nas ruas de Lisboa

A 5 de dezembro de 1932, entra em vigor uma determinação do Governo Civil proibindo o trânsito pelas ruas da cidade de Lisboa a pessoas que se apresentem descalças.

Já anteriormente o falecido comandante da polícia Ferreira do Amaral havia tomado a mesma providência mas o tempo foi passando e este costume, segundo o articulista do Diário de Lisboa, manteve-se «não apenas por miséria, mas sim por hábito […] oferecendo à maioria da população um espetáculo improprio duma capital». E mais adiante afirma: «Desta vez, porém, o caso muda de figura. Cada esquadra de Polícia nomeou um guarda para exercer rigorosa vigilância sobre os transeuntes, sendo condenadas a pagar uma multa de 67$50 as pessoas que transgredirem esta disposição».

Fonte: Diário de Lisboa n.º 3616, de 5 de dezembro de 1932, 12º ano de publicação, p 5

Abertura da Maternidade Alfredo da Costa

A 5 de dezembro de 1932, abre ao público a Maternidade Alfredo da Costa, estabelecimento público de saúde especializado em obstetrícia, localizado na cidade de Lisboa.

O seu nome é uma homenagem a Manuel Vicente Alfredo da Costa, pioneiro da obstetrícia em Portugal.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 3616, de 5 de dezembro de 1932, 12º ano de publicação, p 5

Um lobo faminto atravessa tranquilamente a praça principal de Vieira do Minho

Vieira do Minho, 5-12-1943 - Escorraçado desde longínquas paragens e atormentado pela fome e pelo frio, têm aparecido ultimamente por estas redondezas alguns lobos famintos, que descem desde os nevados cumes da serra da Cabreira aos povoados circunvizinhos em busca de apetecida presa. Uma daquelas feras – ainda nova, mas corpulenta e de afiada dentuça – abandonou o seu covil do monte de Sanguinhedo e, alcançando a estrada que de Rossas conduz a esta vila, apareceu, pelas 16 horas, em plena Praça da República – que atravessou, tranquila e confiadamente, em direção do fronteiro edifício do hospital concelhio. […] A população ocorreu em sua perseguição mas este, metendo pelo tortuoso caminho da Eira Vedra, alcançou o monte da Senhora da Fé – para ali desaparecer, tão misteriosa e tranquilamente como surgira!

In O Primeiro de Janeiro n.º 334, de 6-12-1943, 75.º ano de publicação, p. 1

Originalmente distribuído praticamente por toda a Península Ibérica, atualmente o lobo ibérico (Canis lupus signatus Cabrera, 1907) está limitado à região Nordeste. Em Portugal a espécie é considerada em perigo de extinção (Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, 1990), estando totalmente protegida por lei desde 1988. No nosso País, a população lupina tem vindo a decrescer rapidamente, principalmente desde a década de 60, quando ainda se podiam observar lobos no Alentejo. Presentemente, esta espécie existe apenas nas regiões mais montanhosas e menos povoadas do Norte e Centro do País, correspondendo a cerca de 20% da sua primitiva área de distribuição.

In Naturlink, a ligação à natureza

Atribuído o nome do Eng.º António Trigo de Morais à barragem do Vale do Gaio

Em reconhecimento pelos «grandes benefícios» que advieram para a lavoura de Alcácer do Sal com a construção das barragens do Vale do Gaio e de Pego do Altar é atribuído à barragem do Vale do Gaio, na tarde do dia 5 de dezembro de 1951, o nome do autor das referidas barragens, Eng.º António Trigo de Morais, que desempenhava, na altura, o cargo de subsecretário de Estado do Ultramar e fora anteriormente diretor geral dos Serviços Hidráulicos.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 10421, de 5-12-1951, pp. 1 e 7

Pela 4.ª vez consecutiva, é atribuído a Santiago do Cacém o Prémio Cidade Limpa

Pela 4.ª vez consecutiva, é atribuído a Santiago do Cacém o Prémio Cidade Limpa na área de atividades múltiplas.

Concorreram a este prémio núcleos urbanos de 2000 a 4999 habitantes de todo o País.

Este galardão constitui o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela autarquia a nível de limpeza urbana e premeia a adesão da população às campanhas de limpeza levadas a cabo pela autarquia.

Fonte: Diário de Beja n.º 355, de 6-12-1994, p. 1

Em 1987, Ano Europeu do Ambiente, a International Solid Waste Association (ISWA) promoveu, ao nível dos países da União Europeia, a realização de um Concurso de Limpeza Pública Urbana, tendo a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), como associação que assegura a representação de Portugal na ISWA, criado a versão portuguesa deste concurso. Dando continuidade a esta iniciativa, única a nível nacional e de grande importância na promoção dos esforços realizados pelas autarquias, associações e sistemas no âmbito da gestão dos resíduos urbanos, desde então têm sido realizados bienalmente Concursos Cidades Limpas.

In APESB - Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental