Início Efemérides

EFEMÉRIDES

Aconteceu a 15 de dezembro de 1927



Ministro português das Finanças pede avultado empréstimo

O governo português procurava obter, junto do Banco de Inglaterra, um empréstimo externo de 12 milhões de libras esterlinas, a fim de conseguir o equilíbrio financeiro e a estabilização monetária do País.

Aos opositores a este empréstimo, o Ministro das Finanças, general Sinel de Cordes, alegava que o mesmo era essencial ao País, pois se destinava à reconstrução de estradas, à edificação do porto de Lobito e à aquisição de navios de guerra e outro equipamento militar.

Como a concessão do empréstimo dependia da aprovação da Sociedade das Nações, o governo português desdobrava-se em contactos no sentido de obter o apoio de outros países, nomeadamente da França, para onde, a 15 de dezembro de 1927, o general Sinel de Cordes se desloca.

Fonte: Diário Lisboa n.º 2051, de 16-12-1927, 7º ano de publicação, pp. 5 e 8

LEIA, NAS DEVIDAS CONDIÇÕES, O DIÁRIO DE LISBOA

Se estiver a utilizar um smartphone (telemóvel/celular), após ter entrado no site do Diário de Lisboa, clique no canto superior direito do ecrã e escolha a opção Site para computador.

Os republicanos exilados mobilizaram-se para influenciar negativamente a decisão da Sociedade das Nações, conseguindo-o, pois o empréstimo passou a depender da satisfação de quesitos políticos e de condições consideradas vexatórias, que incluíam o controlo das contas do Estado por parte dos nossos credores.

O Governo acabaria por recusar o empréstimo em Março de 1928, afastando da pasta das finanças Sinel de Cordes e colocando nessas funções António de Oliveira Salazar.

Leia também

HISTÓRIA

Estamos a reunir, num único local, os artigos sobre História que têm vindo a ser publicados, com regularidade, no âmbito das Efemérides.




TOPO